Pages Menu
TwitterFacebook
Categories Menu

Posted by on nov 10, 2010 in Sem categoria | 0 comments

True Blood

Acabei de assistir minhas temporadas de True Blood…Amei. A produção de Alan Ball, escritor de Beleza Americana e criador da série A sete palmos, é inebriante e inusitada. Com essas referências na bagagem essa produção não poderia deixar de ser outro sucesso.
A estética do filme lembra muito a maravilhosa série Twin Peaks, do querido-maluco-talentoso David Lynch…Em True Blood tudo remete ao bem e ao mal e a linha tênue que divide as duas fronteiras. Ambientado na Lousiana, com toda atmosfera de feitiçaria, lendas de vampiros e cultos gospel, a pequena Bon Temps é uma cidade pacata cujos habitantes se debatem em seus dilemas morais: ser bons e religiosos ou maus e verdadeiros. 
Os japoneses sintetizaram um sangue artificial que permite aos vampiros alimentarem-se de Tru Blood, vendidos em garrafas long neck (neck haha!) em bares e supermercados, possibilitando a convivência entre humanos e vampiros sem que um interfira na vida (ou morte) do outro.
A série vicia. Tanto que já comprei cd da trilha sonora e agora vou comprar os livros de Charlaine Harris, mentora das novelas vampirescas de Sookie Stackhouse, protagonista da trama. Também tem uma linguagem forte com cenas de sexo idem e até a doçura de Sookie é extremamente sensual.
Outros boxes de séries de tv me aguardam: entre elas Twin Peaks que assisti há muitos anos na tv, leia-se rede Globo, nos domingos à noite após o Fantástico, em episódios cheios de corte e censura, na década de 90. Excelente e imperdível, um universo fantástico com trilha sonora impagável de Angelo Badalamenti, para mim, um Midas das trilhas sonoras. Tudo que ele toca é ouro! 
Comecei a comprar também A sete palmos, que é um drama e muito aclamado pela crítica. Ainda estou na primeira temporada, faltam comprar cinco! Ah é! Esqueci de falar, só começo a assistir depois que compro todas as temporadas disponíveis para venda. Aí assisto tudo de uma só vez, cada dia um episódio…Com True Blood era um disco por dia…humpfff…acabou logo!

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: