Pages Menu
TwitterFacebook
Categories Menu

Posted by on nov 12, 2010 in Sem categoria | 0 comments

Livro de novembro

Fiquei de postar aqui meus livros do mês. Nem sempre é um livro por mês visto que deixo de lado a leitura para ler minhas revistas todas, que não são poucas, que chegam a todo mês repletas de imagens e novidades. Assino 6 revistas, 5 de moda. Afff é muita informação visual, os temas se repetem mas as imagens não, mesmo que as matérias de moda falem sobre um mesmo tema a abordagem é totalmente diferente dando um sabor único a cada uma delas. Sou meio psica como diria minha amiga Luciana! (- Lu!!!! Um beijão!!!!!) Meu marido até tira sarro de mim porque tenho umas manias doidas…tipo: – Não gosto que ninguém abra minhas revistas antes de mim! Hahaha! É verdade. 
Tenho todo um ritual. Amo colocar a revista numa superfície lisa,  passar a mão sobre a capa, olhá-la contra a luz, decifrar sua textura, a gramatura e tipo do papel, sentir seu cheiro…ai que delícia! Cheiro de papel novo…Desde garota sou assim. Talvez tenha se acentuado com minha ocupação atual que é trabalhar com revisão de livros, já que temos uma editora. 
Olho cada detalhe, a logo da editora, as informações da capa e contracapa, examino minuciosamente para depois repetir com a capa interna. Com livro então é um prazer extremo. Porque funciona assim pra mim: cada livro, revista, dvd ou cd (sim sou assim, psica!) é um universo único que se desvenda ali, só para mim naquele momento. Mesmo que milhares de pessoas possam, ao mesmo tempo, folhear o mesmo livro que eu – aquele momento é só meu e único para cada pessoa. A experiência visual, tátil, auditiva, o que vou sentir, pensar, linkar, as emoções a que vão remeter, lembranças, ideias. Ah! é muito bom! Mesmo ao partilhar com outros não é possível reproduzir o momento que se passou. 
Bem louca ou não, amo também vampiros e o livro do mês é da Charlaine Harris, que conheci depois de assistir True Blood, o qual fiquei tão ligada que até comprei cd com trilha sonora! Enfim, experiência visual, tátil e auditiva além da emocional! Morto até o anoitecer é o livro que deu origem a série. Tem 314 páginas, lançado no Brasil em 2007 pela Ediouro, tradução de Chico Lopes. Comprei hoje e já comecei a ler…tô gostando muito. Abaixo texto inicial do livro: 
“Esperei pelo vampiro durante anos, até que, um dia, ele entrou no bar.
Desde que os vampiros começaram a “sair do caixão” (como se dizia, por gozação) quatro anos atrás, eu tinha a esperança que algum deles aparecesse em Bon Temps. Tínhamos todas as minorias em nossa cidadezinha – por que não teríamos a mais nova, os mortos-vivos agora legalmente reconhecidos? Mas o norte caipira da Louisiana, na verdade, não era muito sedutor para vampiros, ao que parecia; por outro lado, Nova Orleans era um centro legítimo para eles – por causa daquela coisa toda de Anne Rice, certo?

Mas eu esperava pelo meu próprio vampiro.

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: