Pages Menu
TwitterFacebook
Categories Menu

Posted by on jun 1, 2010 in Fazer | 2 comments

O Dilema

Pois é, estava num dilema…Demorou anos para eu começar a escrever num blog porque, apesar de muito falante, sou tímida. Sim, tímida. No seguinte sentido, quem me conhece sabe, não gosto de aparecer. Não, não que seja humilde, não se trata disso, mas de vergonha mesmo. Não sou apta a falar em público. Arghhh! Sou pééééssima nisso, não gosto de discursar, dar palestras, entrevistas, aparecer em jornal, tv então?, nem pensar! Meu marido tem um cargo, ops, trabalho (hehe, Freud explica) que traz junto uma série de compromissos sociais onde a imprensa está sempre presente, evito o mais que posso acompanhá-lo; na minha monografia de especialização foi um sofrimento, assim como em todas as apresentações orais de cursos de moda, palestras em simpósios de psicologia, provas orais na escola e conversação em cursos de idiomas…fujo sempre que posso.
O fato de estar aqui, dia sim outro não, escrevendo o que penso, assinando embaixo, com minha foto e perfil disponível já é um grande feito para minha pessoa. Vamos partir para uma análise mais profunda (uma vez psicóloga, sempre psicóloga!), ahn, digamos que tenho senso crítico muito exacerbado, tenho medo de julgamentos porque talvez não aguente a crítica e minha auto-estima sucumba…e fique pior do que já está. Pode ser isso. 
Bem todo esse rodeio é para falar do dilema. Uma pessoa muito querida conseguiu para mim a oportunidade de escrever numa revista. Aff! Claro que fiquei feliz da vida! Mas no minuto seguinte, lá estava eu, insegura, ansiosa, pensando se seria capaz de dar conta do recado e blábláblá…esse tipo de coisa que a gente faz para se boicotar, sabe como é? Medo de ser feliz? É isso aí… Fiquei pensando em todos os assuntos do mundo que gostaria de escrever, o conceito da revista, o perfil dos leitores, como seria legal ler minha matéria ali, assinada…hummm que sensação boa deve ser…e aí: Aceitei!
Ah, ora bolas, vamos parar com isso, não sou mais uma menininha, e olha que tem muita menininha corajosa e competente apresentando grandes trabalhos por aí, tenho quarentão e sou mais eu né não?

2 Comentários

  1. Obrigada Yoyo! beijos

  2. Parabéns querida!
    Estou te seguindo por aqui também.
    Beijos

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: