Pages Menu
TwitterFacebook
Categories Menu

Posted by on nov 5, 2014 in Arte, Entrevista, Gente | 25 comments

Pedro Holderbaum

pedro

PEDRO HOLDERBAUM

Pedro Holderbaum é gaúcho, arquiteto, de Porto Alegre (RS). Casado com Lígia, também arquiteta, tem três filhos. Formado em Arquitetura pela UFRGS. Recém-formados mudaram para Minas Gerais onde abriram escritório de Arquitetura e trabalharam por mais de 15 anos na área. Viveram num sítio, com uma pequena produção de café e com toda a vida voltada para as coisas da natureza. Vieram para Joinville em 1992, onde reformaram uma pequena casa de madeira e viveram por dois anos.

Uma vez consolidada sua posição na cidade, abriram a Flora Holderbaum (voltada para comercio de plantas e projetos paisagísticos). Com o passar dos anos voltaram-se para a produção de orquídeas e bromélias. Em 1994 o casal entrou na AJAO e a partir de então elaborou muitos projetos na associação, incluindo o Parque Adalberto Schmalz. O parque foi idealizado para o salvamento de orquídeas e bromélias e incluía a participação das escolas do município como também dos alunos de Botânica da Univille, que poderiam ter um excelente local de pesquisa.

Na produção de orquídeas e bromélias, focaram sua atividade no melhoramento de espécies brasileiras como Cattleya intermédia, Laelia purpurata e Cattleya labiata em especial, assim como na criação de híbridos de Cattleya, buscando sempre produzir plantas de alta qualidade, através tanto do melhoramento como a hibridação, preservando as espécies brasileiras. Têm hoje um plantel de aproximadamente 50 mil orquídeas.

Flora

FLORA HOLDERBAUM

Segundo Pedro, Arquitetura e Arte têm tudo a ver. Entrou na faculdade  nos anos 70, Brasília tinha acabado de ser inaugurada e teve a oportunidade de conhecer Oscar Niemeyer, Lúcio Costa, Burle Marx e outros. Quanto à Arte sempre pintou, desde a época da faculdade. Viveu bastante tempo em contato com a natureza, no sítio em Minas e voltado para sustentabilidade do planeta, preocupado com a ecologia, passou a questionar o que é realmente importante, nos espaços urbanos e no que faremos no futuro, ainda lembra que as cabeças pensantes deveriam estar muito mais voltadas para os caminhos do mundo, como os recursos naturais e o controle da natalidade.

Falando sobre o cenário artístico do estado ele cita Juarez Machado e outros, mas considera que a Arte ainda tem pouca penetração em Santa Catarina. Pedro sempre pensou em Arte como forma de conscientizar as pessoas e pensar na importância das coisas. A arte é muito subjetiva. Afirma que faz arte desde sempre, mas não com a consistência de agora, pois tem algo para mostrar, um amadurecimento. Recentemente produziu obras para a exposição Torre de Babel, escancarando a série de incertezas que acompanham nossos dias. Seu trabalho é realizado em técnica mista, com o uso de stencil, colagens, pintura e fotografia sobre MDF.

Novas exposições estão a caminho, como a segunda individual do artista “Torre de Babel_Segmento Homo Sapiens” que irá estrear dia 15 de janeiro de 2015, no Foyer do Teatro Juarez Machado, em Joinville.

Pedro Holderbaum é arquiteto, pintor, fotógrafo e orquidófilo. 

Flora Holderbaum
Endereço: R. Quinze de Novembro, 2952 – Glória, Joinville – SC, 89201-601
Fone:(47) 3453-0222

Sou psicóloga de formação. Depois de alguns anos de clínica abandonei o divã. Fiz Moda e Estilismo. Trabalho com figurino, revisão de textos, gerenciamento de redes sociais, criação de sites e administração de blogs. Casada com um jornalista e escritor. Mãe (coruja) do Kenzo, de 10 anos! Praticante de Pilates e Aikido. Louca por Star Wars, internet e tecnologia.