Pages Menu
TwitterFacebook
Categories Menu

Posted by on jun 20, 2013 in ALEatório | 3 comments

Confusão. Trabalho.

ALEatório 5

Então, hoje me perguntaram: “Alê, o que você acha dessas revoltas, manifestações?” – e alguém complementando “você sempre dá opinião sobre tudo e todos”  fiquei naquela, comento ou não? Pensei bem, não tenho nada a comentar e muito menos complementar sobre essas “atuações”, ponho isso entre parênteses pois, quem colocou os carinhas de bigode lá? O povo!

Pronto, isso me lembrou o post das modinhas, rs (tem gente me xingando por aí, que eu sei).

E quem disse que eu pensava que aos 20 anos estaria numa profissão, teria aulas pela manhã e pronto! descansaria no fim da noite? Pensamentos inúteis, sabe por quê? Arranjei uma coisa que é difícil conseguir. Não, não foi um relacionamento. Arranjei um emprego que eu gosto.

Todo mundo diz, que o sonho da vida de alguém é trabalhar com o que ama. Minha opinião sobre quem fala disso? Gente boba. Isso te faz trabalhar mais ainda, se esgotar muito mais e, no fim das contas, ganhar quase a mesma coisa.

Exemplo: começar a trabalhar às 14:30 até às 07:00 horas da manhã do outro dia, porque morreu um parente de um funcionário. Começar a trabalhar às 07:00 da manhã outra vez até às 23:00, ou trabalhar vários dias seguidos. Me perguntam: “Quem te manda fazer isso?”. Pior que eu mesmo me assusto com a resposta: “Não me mandam, só me pedem!” Sendo assim, tenho o direito de dizer não mas, mesmo assim, me surpreendo que sempre digo sim, e ainda com um sorriso no rosto. Todos no meu trabalho me acham um louco por isso. São os sacrifícios de fazer o que se ama, tipo, ser monogâmico por que está namorando, saca?

Mas é esse “fuzuê” todo que me deixa calmo. Uma antiga chefe e amiga me falava : “Quando tá um inferno o Alê consegue resolver tudo, é rápido, prático, gentil, e faz tudo certo. Mas quando está tudo tranquilo, ele sempre ferra com algo!”

Então gente, agora deu para ver o que é esta coluna, meu ponto de vista na vida, com minhas histórias, e alguma comédia, porque é melhor transformar uma história triste, como as dos meus relacionamentos, em uma piada do Diogo Portugal.

O que gostariam de ver por aqui? Me falem, me contem, que mando brasa na minha opinião. (Falei que tenho mania de gíria antiga?)

assinatura Ale

3 Comentários

  1. Fico chocado em você abster-se de um assunto polêmico como os manifestos, ta crescendo o menino, que orgulho!
    Não sei qual meu trabalho dos sonhos, acho que gastar dinheiro, mas espero que no dia que eu descobrir saberei, pois sei ja como é o brilho no olho de se trabalhar com o que gosta… é igual ao seu quando está trabalhando.
    Disseste que há pessoas lhe xingando, bem creio que isso é normal já, não? ‘Tá’ aí, poderias falar de simpatia, a sua visão sobre essa palavra, sobre seres que são demasiadamente simpáticos e demais adendos.
    Antes que eu acabe esquecendo: Parabéns pelos ‘posts’!

      • Falar sobre simpatia, é, um bom desafio para mim, como todos sabem. 😉

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: